Skip to content

Introdução às causas

janeiro 11, 2013

A doença de Alzheimer, ou mal de Alzheimer, é uma neuropatologia caracterizada macroscopicamente pela redução acentuada do córtex cerebral, consequência de aspectos microscópicos da doença: perda (morte) de células cerebrais, os neurônios. Como os neurônios, atuando juntamente com neurotransmissores, são estruturas essenciais pra o funcionamento do cérebro bem como a transmissão de informações, o seu número cada vez mais reduzido em virtude da progressão da doença implica em vários sintomas da doença como perda de memória, alterações de comportamento.

A doença herda o nome do psiquiatra alemão Alois Alzheimer,o primeiro a distinguí-la de outras neuropatologias. Isso ocorreu ao tratar do caso de sua paciente  Auguste  Deter de 51 anos que era portadora do que ele chamou inicialmente de uma “doença incomum do córtex cerebral”. Deter era sofria perda de memória, desorientação e alucinações vindo a falecer aos 55 anos. Sua autópsia mostrou várias anomalias cerebrais: o córtex cerebral apresentava-se mais fino que o normal e havia presença de placas senis (encontradas anteriormente apenas em indivíduos idosos) e de emaranhados neurofibrilares (que nunca aviam sido descritos antes.

Embora a doença ainda não apresente causas bem definidas, sabe-se que as alterações identificadas por Alois Alzheimer (placas senis e de emaranhados neurofibrilares) são fundamentais para o desenvolvimento da enfermidade, pois estes eventos estão associados à neurodegeneração de forma intrínseca.

As placas senis, ou neuríticas , são alterações extracelulares com acumulação da proteína beta amilóide Essa proteína, cujo gene se localiza no cromossomo 21 (a localização do gene é importante para discutir o caráter genético da doença), é derivada do Precursor da Proteína Amilóide (PPA). O PPA é uma proteína trans-membrana encontrada preferencialmente nas terminações nervosas. Sua degradação anormal produz fragmentos peptídeos que se agregam à insolúvel proteína-beta amiloide

ImagemA imagem traz as modificações intra e extracelulares presentes no sistema nervoso de um indivíduo com mal de Alzheimer.

Os novelos, ou emaranhados, neurofibrilares são alterações intracelulares verificadas no citoplasma dos neurônios, sobretudo dos neurônios do córtex cerebral sendo muito numerosos na região do hipocampo. Os emaranhados são formados principalmente pela proteína tau, cuja função é de estabilizar os microtúbulos dos axônios, estruturas responsáveis pela formação e manutenção dos contatos interneuronais. Essas funções são alteradas quando a proteína tau sobre fosforilação anormal, tornando-se hiperfosforilada e passando a ser o principal substrato dos novelos neurofibrilares.

ImagemImagem

A morte dos neurônios é evidenciada de forma estrutural ao se comparar o cérebro de um indivíduo com o mal de Alzheimer ao cérebro normal, nota-se uma evidente diferença de tamanho entre ambos.

Imagem

O cérebro de cima é de um indivíduo normal enquanto o de baixo é de um indivíduo com mal de Alzheimer.

Imagem

A imagem da esquerda mostra o cérebro acometido pelo mal de Alzheimer. Há a contração extrema do córtex cerebral, principalmente na região do hipocampo juntamente com grande dilatação dos ventrículos cerebrais.

Bibliografia

http://www.alz.co.uk/alois-alzheimer

http://www.alzheimermed.com.br/conceitos/neuropatologia

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-42301997000100017&script=sci_arttext&tlng=es#figura4

http://www.hcnet.usp.br/ipq/revista/vol25/n3/arti253b.htm

http://www.alz.org/brain_portuguese/

 

Escrito por: Natália Menezes Corrêa

Anúncios

From → Causas

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: